top of page
Picsart_23-09-14_09-31-26-480.png
InShot_20220301_173144045_edited.jpg

Siga o Portal
nas redes sociais:

  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

PROCURE PELOS SEUS
POSTS FAVORITOS:

______________________

Trajetória: Todos os caminhos levam ao Festival de Sanremo.

Atualizado: 11 de abr. de 2022


O SANREMO 2021

No dia 17 de dezembro de 2020 saía a grande notícia: Måneskin no Festival de Sanremo.

O Festival de Sanremo que é o maior palco da Itália, uma vitrine absurda para os artistas em ascensão e, de certa forma, uma competição um tanto interessante. Além do Måneskin, outros 25 artistas foram anunciados com suas respectivas músicas: Muito pop, alguns duetos, algumas baladas e apenas um rock – que vinha a ser “ZITTI E BUONI”.

Apesar de não terem sido tão apreciados pelo júri da imprensa e pelo júri demoscópico, ficando de fora do top 10, o Måneskin tinha o apelo popular e virou a votação no voto do público: durante quatro dias, foram de 15° posição para o 5° lugar e, na grande final, saltaram para o 2° lugar.

Na noite de covers, acompanhados por Manuel Agnelli e a inesquecível “Amandoti”, foram escolhidos pela Vanity Fair como um dos melhores covers da história do Festival.



Na quarta noite de Festival, Måneskin se reapresentou com “Zitti e Buoni” e conquistaram o júri, chegando a 5° posição no ranking geral.


Chegando o dia da grande final, os três mais votados pelo público estariam classificados para uma nova votação, são eles:

  1. Francesca Michielin e Fedez

  2. Måneskin

  3. Ermal Meta

Resultados zerados. Recomeça a votação.

Quem ganhar, leva tudo.

A vincere il festival di Sanremo 2021... sono i Måneskin!


PÓS-SANREMO (EUROVISION)

Não é segredo que o vencedor do Festival de Sanremo pode escolher representar ou não a Itália no Eurovision (isso porque o Festival não é apenas uma seletiva), e também não é segredo que nossos meninos disseram “SIM” sem pensar duas vezes.



“Nós imediatamente dissemos sim, porque para nós era a chance de sermos vistos por uma nova audiência, de sermos consumidos por uma audiência maior... e, no final, nós ganhamos”

Em Maio, Måneskin partia para Rotterdam.

A participação da banda no Eurovision foi breve (os artistas italianos se apresentam apenas na semifinal e na grande final, por serem parte de um dos países fundadores) mas não deixou dúvidas: eles se sairiam muito bem.

Vencendo novamente pelo televoto, a emoção da grande final fala por si só:





Ainda no Eurovision, o Måneskin levou os prêmios de melhor composição, melhor videoclipe e melhores looks.


Imediatamente após a vitória, muitos memes começaram a viralizar nas redes sociais e, dessa forma, muitas pessoas começaram a conhecer a banda – indo ouvir a discografia. Viralizando nas redes, não demorou muito para conquistarem os charts de diversos países do mundo.


O IMPACTO DE “ZITTI E BUONI”


Com mais de 120 milhões de visitas no videoclipe oficial, com uma música declaradamente Rock N’ Roll, a vencedora do Festival de Sanremo e do Eurovision Song Contest não poderia ser apenas um “hit passageiro”.

  • “Zitti e Buoni” chegou a nona posição do Spotify Global, posição nunca antes alcançada por um artista e por uma música italiana. (superada por Mahmood e Blanco em 2022)

  • “Zitti e Buoni” foi a primeira música do Måneskin a atingir 100 milhões de reproduções no Spotify e logo, 200 milhões.

  • Se tornou a música em italiano mais ouvida da história, com quase 250 milhões de streams.

  • Måneskin se tornou o artista italiano mais ouvido da plataforma do Spotify e uma das bandas mais ouvidas do mundo, com quase 50 milhões de ouvintes mensais.



E ao contrário do que muitos pensam, também podemos falar sobre o impacto no Brasil.

  • “Zitti e Buoni” foi a primeira música do Måneskin a chartear no Brasil, em Maio de 2021.

  • “Zitti e Buoni” chegou ao 5° lugar das músicas virais do Brasil, seguida por I Wanna Be Your Slave, CORALINE, Beggin’ e Torna a casa.

  • O álbum Teatro D’Ira - Vol. 1 alcançou o 2° lugar entre os discos mais vendidos digitalmente no Brasil, atrás apenas do próprio Måneskin.


PÓS - EUROVISION


Não vamos ser injustos e dar todo o crédito a “Zitti e Buoni”, afinal, tivemos outros hits ainda maiores, como “I Wanna Be Your Slave” e “Beggin’”. Mas não podemos negar o suporte que Zitti e Buoni” ofereceu para que o sucesso dessas duas músicas fosse possível: “Zitti e Buoni” foi a responsável por levar o Måneskin para a grande audiência, que descobriram IWBYS e Beggin’ como potências.

Hoje, ambas somam mais de um bilhão e meio de streams nas plataformas e foram indicadas a inúmeras premiações, como o MTV EMA, American Music Awards, BRIT Awards, e etc.


O SANREMO 2022


Após um ano frenético e cheio de etapas inesquecíveis que levaram o Måneskin à fama internacional, como por exemplo, abrir um show dos Rolling Stones ou ser o rosto principal da campanha da Gucci, a primeira parada não poderia ser diferente: deveria ser onde tudo começou.

Måneskin foram anunciados como convidados de honra na noite de abertura do Festival de Sanremo, e já era esperada uma performance de “Zitti e Buoni” - música vencedora do Festival.

Porém, o que não se sabia era que eles voltariam para uma segunda performance. Dessa vez, da música “CORALINE”, que se tornou muito significativa, além de estar acompanhada pela orquestra do Festival de Sanremo.

  • “CORALINE” está presente no álbum Teatro D’Ira - Vol. 1 e é uma das faixas mais amadas pelos fãs, pelo grau de identificação e interpretação da música.

Confira abaixo a performance de CORALINE:



Damiano se emocionou completamente na performance, e segurou as lágrimas diversas vezes. Ao final, deixou as lágrimas rolarem e isso já bastou para as pessoas começarem a discutir o motivo do choro do vocalista.


No dia seguinte à performance, Damiano respondeu a um jornalista no Twitter que afirmava que a música “Coraline” não era dedicada a Giorgia Soleri, namorada do Damiano:

“na verdade, sim, veja bem...”


E isso muda tudo!


Há alguns meses, a posição da banda quanto ao significado de “CORALINE” sempre foi muito discreta: eles diziam se tratar de uma música baseada em uma história real, recontada em fórmula de fábula, e que poderia ser interpretada da forma que o ouvinte quisesse. Ou então, quando questionados sobre a pessoa que inspirou a letra, diziam apenas que a pessoa sabia da existência da música e que tinha gostado do resultado.




Por outro lado, se um tweet como esse não convence a todos, Damiano fez questão de publicar agradecimentos envolvendo “CORALINE” nas suas redes sociais: Agradecendo a compreensão dos fãs, à banda, à equipe, ao diretor do Festival e à própria Giorgia.



"Obrigado a todos vocês que compreenderam o significado e o peso dessa música na minha vida.

Obrigado aos meus companheiros que a levaram ao palco junto comigo.

Obrigado a Fabrizio Ferraguzzo que a produziu e hoje está por trás de nós, melhor amigos e manager.

Obrigado a Amadeus que me deu a chance de levá-la ao palco mais importante da Itália.

E obrigado a você, Giorgia, que me fez escrevê-la e vivê-la.

A todos vocês e à música simplesmente obrigado."


 

Se você curtiu o conteúdo desse post, não deixe de conferir estes e outros conteúdos legendados no nosso canal do YouTube, e nas demais redes sociais do Portal Måneskin Brasil.

1.459 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentário


Beatriz Ribeiro
Beatriz Ribeiro
09 de fev. de 2022

Portal, aqui você entregou absolutamente TUDO.

Curtir
bottom of page